O poder da mentalização

“A vida de todo ser humano é como uma caça ao tesouro. No âmago de todo ser humano existe a natureza divina, cujo brilho é incomparavelmente mais intenso que o de um diamante. Os instrumentos para trazer à tona esse tesouro são a mentalização e a contemplação.” Seicho-no-ie.

Há um grande poder em mentalizar um bom desempenho e sucesso. Atitude positiva e visualização de um desempenho perfeito são instrumentos eficazes para o treinamento. A mentalização necessita de um ambiente de concentração e um estado de relaxamento. Deve-se empregar a mentalização com uma técnica, criar uma oportunidade excelente para estimularmos nossa imaginação em experiências individuais. Podemos mentalizar com os olhos abertos ou fechados, a única diferença é que com olhos fechados torna-se mais difícil de nos distrairmos.

A preparação mental é como o alongamento antes do treino. Você pode ignorá-lo e começar direto, ou pode tomar algum tempo para se preparar. Esteja buscando sua melhor performance em uma prova de 160km, ou tentando superar a ansiedade e a tensão antes de um treino recreativo, o segredo está na sua cabeça. Seu poder mental é tão importante quanto ferramentas mentais são seu melhor acessório. Aqui estão algumas sugestões para treinar sua mente, segundo o livro “Em busca da Excelência” de Terry Orlidk:

1. Procure por desafios que estão dentro de sua capacidade. Desafios que representem dificuldade, mas que estão ao alcance do seu controle. Busque seu próprio patamar. Aceitar estes desafios a sua própria maneira é o que traz prazer e significado as suas metas no ciclismo.            

2. Para melhorar sua melhor marca, ou se exceder em algo, é necessário comprometimento. Você precisa querer melhorar seu ritmo ou suas habilidades para fazer disso uma prioridade na sua vida. Avalie a importância de melhorar sua performance numa escala de 1 a 10 – partindo de um não muito importante (1) até a coisa mais importante da sua vida (10) – e use esta escala para determinar o grau de comprometimento com o objetivo.

3. Determine objetivos específicos que estão ao seu alcance, tanto em curto quanto a longo prazo. Viva o presente e foque sua energia em pequenas metas diárias. Objetivos distantes e obscuros, que dependem de variáveis além do seu controle, podem levar a frustração e uma ansiedade desnecessária.

4. Mantenha o que é importante dentro da sua perspectiva e enxergue as coisas de maneira construtiva. Crenças de auto-defesa criam ansiedade e fazem você perder a esperança, sabotando seus melhores esforços. Pensamentos a respeito do significado ou provável desfecho de um evento ou situação podem te deixar ansioso, ou libertá-lo de uma preocupação. 

5. Foque as suas potencialidades. Pensamentos encorajadores sobre seus méritos, sua preocupação, sua prontidão e sua capacidade o ajudam a atingir uma boa performance. Pense nos erros e irá cometê-los. Pense nas suas qualidades e se sentirá mais forte. Pense que pode e você consegue.

6. Seja persistente na busca de seus objetivos e aceite a si mesmo através do seu processo de aprendizagem e treinamento. Espere pelo progresso, mas não espere por milagres instantâneos – a melhora é sempre uma progressão. Persistência significa dar a algo tempo suficiente para se trabalhar. O treinamento mental tem altos e baixos, assim como o treinamento físico. O fato de um esforço não dar resultado não significa que ele nunca funcionará. Nós precisamos praticar nossas habilidades mentais da mesma forma que praticamos nossas habilidades físicas.

USANDO A CABEÇA… a verdadeira corrida não acontece no asfalto quente, no tortuoso trajeto fora de estrada ou na suave superfície de um velódromo. Ela ocorre nos caminhos eletroquímicos da sua mente…(Alexi Grewal – medalha de ouro no Ciclismo de Estrada – 1984)           

 

Por Joaquim Germano
Master Presenter do Team Johnny G Spinning Brasil
Matéria publicada na Revista SuperTreino (Ed. 0)                                                        

Share

Leave a Reply